26.12.07

O que tu és é a parte do poema que se lê com a boca.

Sem comentários: